sexta-feira, 14 de outubro de 2016

O Homem Que Fez do McDonald’s um Negócio Global


A Maior Cadeia de Restaurantes Fast-Food do Planeta Deve Seu Sucesso à Visão de Negócios de Ray Kroc.








Quando criança, o pai levou de Ray Kroc levou-o a um frenologista ([1]) e, por sorte ou poderes videntes (não se sabe), o profissional em questão revelou que Raymond Albert Kroc teria um futuro brilhante na indústria de serviços alimentícios. E a profecia se cumpriu.




Ray Kroc – como era mais conhecido – se tornou o grande responsável pela expansão e sucesso do McDonald’s no mundo. A inclinação para área de negócios começou ainda na adolescência. Ray não teve paciência para continuar na escola, deixando os estudos para se tornar vendedor numa empresa de copos de papel.

O talento para vendas era natural e Ray, jovem e ambicioso, logo conquistou o posto de vendedor nº 1. Ao conhecer o Multimixer, uma batedeira inovadora capaz de bater cinco (5) milk-shakes ao mesmo tempo, ele deixou a empresa e passou a viajar os EUA comercializando o novo produto. Fez isso por 17 anos.

Em 1954, Ray foi surpreendido por um pedido para a compra de oito produtos, feito por um restaurante em San Bernardino, na Califórnia. Curioso, ele resolveu visitar o local e ali encontrou um pequeno, mas bem-sucedido estabelecimento, dirigido pelos irmãos Dick e Mac McDonald.

Com cardápio conciso e uma espécie de linha de produção em que eram preparados os alimentos, a eficiência da operação usada chamou a atenção de Ray Kroc, que rapidamente calculou as possibilidades financeiras de espalhar centenas de restaurantes como aquele pelo país.

Os irmãos não tinham interesse em fazer isso e venderam a Ray os direitos para que ele comercializasse o método McDonald’s. Sendo assim, em 1955 ele fundou a McDonald’s Corporation, tornando-se seu presidente.

Cinco anos depois, o sucesso financeiro das franquias foi tanto que Ray comprou os direitos exclusivos para o nome McDonald’s, adquirindo ainda a parte que pertencia aos irmãos Dick e Mac. No ano de 1958, a rede de restaurantes já havia vendido 100 milhões de hambúrgueres.

Dez anos depois, esse número já passava de um bilhão. Automação, padronização e disciplina dos processos foram os diferenciais introduzidos pelo empreendedor. Ele queria construir um sistema de restaurantes que fosse famoso pela consistência na comida, alta qualidade e métodos uniformes de preparação.

Investiu em treinamentos para os franqueados, assegurando-se de que eles estavam dispostos a manter o padrão da empresa. Apesar das críticas ao conteúdo nutricional do que é servido no McDonald’s, o modelo de Kroc provou-se extremamente lucrativo. A rigidez dos padrões seguidos por todas as franquias fez com que o restaurante fosse o mesmo em qualquer lugar do mundo, o que o tornou sucesso global.

Pouco antes da sua morte, em 1984, Ray trabalhava diligentemente; deixou restaurantes em 31 países e uma empresa avaliada em US$ 8 bilhões. Da sua paixão por inovação e eficiência, sua incansável busca por qualidade, até a positiva agressividade nos negócios, o legado de Ray Kroc continua a ser parte integral e inspiradora para quem sonha alcançar sucesso como empreendedor.




Por Marcela Agra (www.administradores.com)



([1]) Especialista” que diz prever o futuro das pessoas através do formato da cabeça.