segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

A Era do Marketing Colaborativo


O Que é Marketing Colaborativo? Qual o Papel das Mídias Sociais Nesse Contexto? A Propaganda Corporativa Tem Tido Influência Sobre o Comportamento dos Consumidores?





Os avanços tecnológicos provocaram enormes mudanças nos consumidores, nos mercados e no marketing e, desde o ano 2000, essa tecnologia permitiu a conectividade e a interatividade entre os indivíduos e grupos. Essa onda nova tecnológica é formada por três (3) forças: _ computadores e celulares baratos, internet de baixo custo e fonte aberta.




Nessa era de participação as pessoas criam e consomem notícias, idéias e entretenimento. Para Philip Kotler, essa nova onda de tecnologia acabou transformando as pessoas de consumidores em “prosumidores” ([i]). E um dos fatores que permitiram a onda tecnológica foi a ascensão das mídias sociais. 

Em 2009 existiam 13 milhões de blogs ativos no mundo e, conforme o que acontece nas mídias impressas, o público e a frequência de leitura variam muito de um país para outro: _ no Japão 74% dos internautas leem blogs e, embora nos EUA apenas 27% o façam, eles são formadores de opinião.

Outra forma de blog popular (o Twitter) permite a seus membros postar informações compostas de até 140 caracteres, enviando-as através de dispositivos portáteis e compartilhando informações, opiniões e atividades. Blogueiros e adeptos do Twitter podem tecer comentários positivos ou negativos sobre empresas e produtos, tendo potencial de dissuadir consumidores a fazerem – ou não – negócios com essas corporações.

Pessoas também criam videoclipes no Youtube, esperando que sua criatividade seja reconhecida e lhes abra as portas a novas oportunidades. Videoclipes são preparados por organizações a fim de obter apoio nos seus protestos ou para as empresas divulgam seus produtos (ou serviços) e, à medida que as mídias sociais vão se tornando cada vez mais expressivas, os consumidores poderão influenciar outros consumidores com suas opiniões e experiências.

Dessa forma, KOTLER afirma que a influência que a propaganda corporativa tem sobre o comportamento de compra está diminuindo proporcionalmente. Além disso, os consumidores estão participando mais de outras atividades como videogames, assistindo a DVDs, usando mais o computador e, portanto, menos expostos a anúncios.

Como as mídias sociais são de baixo custo elas certamente serão o futuro das comunicações de marketing e, as conexões entre amigos nos sites de networking social, também ajudarão as organizações a desenvolver insights sobre o mercado. Quem poderia imaginar a existência de uma enciclopédia que qualquer pessoa pudesse editar, como a Wikipédia, por exemplo?



A tendência à existência de consumidores colaborativos afetou os negócios e, atualmente, os profissionais de marketing não têm mais controle total sobre suas marcas, uma vez que estão competindo com o poder coletivo dos consumidores.

Dessa forma, o Marketing evoluiu e na primeira fase era orientado pela transação, concentrando-se em como efetuar a venda. Na 2ª fase tornou-se orientado pelo relacionamento; isto é, como fazer o consumidor voltar e comprar mais. Na 3ª fase, o Marketing convida os consumidores a participar do desenvolvimento do produto e de suas comunicações.

Portanto, o marketing colaborativo é o 1º elemento do Marketing 3.0 e, as empresas que o praticarem irão mudar o mundo, acompanhadas de seus concorrentes e de seus consumidores.






([i]) Kotler, Kartajaya e Setiawan. “Marketing 3.0: as Forças Que Estão Definindo
o Novo Marketing, Centrado no Ser Humano”. Ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2010.